«Tenho cuidado com os excessos»

O que o ator Sérgio Moura Afonso faz para se manter saudável

No teatro, Sérgio Moura Afonso, nascido a 23 de julho de 1975, já participou em peças de William Shakespeare.

No cinema, interpretou personagens nos filmes «Rainha Njinga, Rainha de Angola» e em «Bairro», ao lado de nomes como Maria João Bastos e Paulo Pires.

Na televisão, entrou em telenovelas como «Sol de Inverno» e «Mundo ao Contrário».

Coordenador do Curso de Artes de Espetáculo-Interpretação no Instituto para o Desenvolvimento Social desde 2012, Sérgio Moura Afonso, leciona também nesta escola profissional os módulos de expressão dramática e a disciplina de interpretação. Mede 1,79 m e pesa 78 kg.

O que faz para se manter saudável? Tem algum tipo de cuidados ou nem por isso?

Tenho cuidado com os excessos, especialmente com os açúcares, pois sou bastante guloso. Evito comida pesada à noite. Bebo muita água e tento comer sempre de uma forma variada.

Pratica exercício físico regularmente? Se sim, que tipo de exercício físico pratica e quantas vezes por semana?


O maior exercício que pratico, hoje em dia, é dar aulas de teatro no Instituto Desenvolvimento Social. Parece piada mas, na verdade, nas minhas aulas, nunca estou sentado. Para além disso, faço ginásio.

Que reflexos é que a prática de exercício físico tem na sua saúde?

Sinto, em particular, reflexos positivos em termos de resistência física. Na respiração e no tempo de recuperação.

Prefere praticar desporto ao ar livre ou no ginásio?

Prefiro ao ar livre, ainda por cima vivendo no campo como vivo. Mas não dispenso o ginásio.

Em que medida é que a prática desportiva muda a sua vida?


Na constante alegria e disponibilidade no fazer. E também nos momentos partilhados em família!

Tem algum problema de saúde que exija cuidados especiais, ao nível da alimentação e do exercício físico ou até em termos de tratamentos médicos e medicação? Se sim, que tipo de cuidados costuma ter?

Não tenho qualquer problema a esse nível.

Quando adoece, é um doente difícil e piegas ou, antes pelo contrário, é um paciente perfeitamente calmo e tranquilo?

Totalmente piegas! É tão raro adoecer… Este ano letivo, por exemplo, ainda não apanhei uma constipação. Mas, quando apanho uma, aproveito para ter todo o tipo de atenção e mimo.




artigo do parceiro:

Comentários