Suplementos: reforço e complemento da dieta

Os suplementos alimentares podem prestar um importante contributo na melhoria do bem-estar geral, quando devidamente tomados.
créditos: pathastings/depositphotos.com

Atuando como promotores de saúde e bem-estar e, em situações específicas, os suplementos alimentares podem participar na prevenção e normalização de algumas irregularidades. Apresentam um impacto cientificamente comprovado ao nível do estado nutricional:

  • Em adultos com uma ingestão calórica <1600 Kcal/dia
  • Em idosos com ingestão calórica ≤ 1500 Kcal/dia
  • Nas grávidas – aporte adequado de ácido fólico, ferro e, nalguns casos, de cálcio
  • Na prevenção, tratamento ou controlo de algumas doenças e condições

Numa situação ideal um regime alimentar adequado forneceria todos os nutrientes essenciais ao bom desenvolvimento e manutenção da saúde do organismo. O que torna esta situação mais difícil é o conceito de “adequado” que, além de variar de pessoa para pessoa, é também difícil de alcançar com o estilo de vida atual.

Na tentativa de complementar, e até mesmo de corrigir, uma alimentação carente em determinados nutrientes, os utentes recorrem cada vez mais aos suplementos alimentares, pois estes constituem uma fonte concentrada de substâncias nutrientes, as quais são apresentadas como complemento ao regime alimentar normal.

Os suplementos alimentares podem conter variadas substâncias nutrientes e ingredientes, entre eles vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais, fibras e várias plantas e extratos de ervas.

Alguns dos principais motivos apresentados pelos consumidores para a aquisição de suplementos alimentares são o reforço da memória e capacidade de concentração, a recuperação do bem-estar físico e psicológico, o combate à fraqueza óssea e muscular, a complementação à alimentação vegetariana e o aumento de massa muscular.

Estes produtos de saúde e bem-estar encontram-se muitas vezes disponíveis em diferentes apresentações, entre elas, cápsulas, comprimidos, solução oral (em frasco ou ampolas) e saquetas de pó. São comercializados nas farmácias e, tendo em conta a variedade de suplementos alimentares disponíveis, é essencial o aconselhamento do seu farmacêutico.

O farmacêutico conhece os efeitos indesejáveis do uso indiscriminado de suplementação alimentar; a interação com terapêutica farmacológica; as contraindicações em determinadas patologias ou situações clínicas; a importância do equilíbrio nutricional, não ultrapassando a DDR, e a interação entre diferentes nutrientes. Aconselhe-se na sua farmácia de forma a garantir o uso racional dos suplementos alimentares, optando pela toma de um produto cuja composição e forma farmacêutica são adequados à sua condição.

Saiba mais no site das Farmácias Portuguesas

artigo do parceiro:

Comentários