Suplementos alimentares: aliados, quando necessários!

Aliados para complementar as opções alimentares, os suplementos servem a todos, adaptando-se às necessidades específicas de cada um.
créditos: ronstik/depositphotos.com

A sabedoria popular diz-nos que devemos comer para viver, e não viver para comer. E se a alimentação é um fator determinante para uma vida saudável, nem sempre as refeições que fazemos reúnem todos os nutrientes essenciais ao nosso organismo. Junte-se a isso um ritmo quotidiano acelerado e desregrado, que pode acarretar desequilíbrios para o bem-estar físico e psicológico, e estão criadas as condições para que a saúde se possa ressentir.

Os suplementos alimentares surgem, então, como uma das soluções indicadas para suprir esta necessidade, já que são compostos pelas vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos gordos essenciais e fibras de que o nosso corpo precisa para uma nutrição feita com saúde.

Muitos deles constituídos à base de extratos de plantas e ervas, os suplementos entram na categoria de produtos de saúde e podem contribuir para o bem-estar genérico do organismo e para um complemento geral da alimentação ou, em função da sua composição, destinar-se a indicações mais específicas, como, por exemplo, a manutenção das características da pele, da visão ou para a perda de peso.

São comercializados em cápsulas, comprimidos, saquetas de pó, solução oral ou outras formas similares, conforme a indicação e o consumidor a que se destinam.

No entanto, o recurso a suplementos alimentares, deve ser cauteloso e sempre acompanhado de aconselhamento por um profissional de saúde. Afinal, não são inócuos e têm implicações no organismo, pelo que deve certificar-se junto do seu farmacêutico se a sua toma é adequada às suas necessidades e estado de saúde bem como confirmar se não interferem com medicação que faça regularmente.

Saiba mais no site das Farmácias Portuguesas

artigo do parceiro:

Comentários