Sorvete ou gelado de iogurte?

Há quem não lhes resista. São ambos fonte de açúcar mas, em termos calóricos, uma opção é melhor do que a outra. A dietista Simone Fernandes explica qual.

No momento de escolher, se a opção se prender com a saúde, há diversos fatores a ter em conta. «Se compararmos exclusivamente o valor energético de cada gelado, o sorvete tem a vantagem de ser menos calórico, o que pode ser um benefício em dietas de perda de peso. Os gelados de iogurte disponíveis no mercado têm a desvantagem de ter uma composição bastante variável», explica Simone Fernandes.

«Podem conter natas ou diversos teores de leite adicionados, desde o magro ao gordo», diz. De acordo com a nutricionista, «o de iogurte, por ter um teor de gordura e proteína superiores é, contudo, mais saciante». «O sorvete é composto maioritariamente por hidratos de carbono (sumos de fruta e açúcares adicionados) e, portanto, a sua digestão é rápida e a sensação de saciedade mais curta», acrescenta.

«Estes alimentos não devem ser consumidos em porções superiores a 100 ml (o equivalente a uma bola de gelado) e, no máximo, uma vez por semana», aconselha. «Se optar por comer o gelado num copo, estará a ingerir menos 120 calorias do que se optar pelo cone. A maior vantagem é a diminuição da ingestão de açúcares simples e gorduras», adverte ainda a nutricionista, membro da Associação Portuguesa de Dietistas.

O que os diferencia

O sorvete é a melhor opção. Uma bola (100 ml) contém:

- 78 kcal

- 0,3 g de gordura

- 18,5 g de hidratos de carbono (15 g dos quais açúcares)

- 0,5 g de proteína

Uma bola de gelado de iogurte (100 ml) fornece:

- 105 kcal

- 4,8 g de gordura

- 14,6 g de hidratos de carbono (14 g dos quais açúcares)

- 1,8 g de proteína

artigo do parceiro:

Comentários