Perder gordura localizada - A solução?

Os cientistas analisaram os resultados de um estudo de um creme redutor de gordura com prespectivas bastante positivas

Aparentemente foi descoberta a resposta para a mais pertinente questão.

“como posso perder gordura apenas na barriga?”

Agora já existe como!

Num estudo recente, os cientistas recrutaram 50 homens e mulheres acima do peso considerado ideal, tendo sido instruído aos mesmos, que aplicassem um gel de aminofilina na zona abdominal durante 12 semanas.

E resultou! A aplicação do gel duplicou o rácio de perda de gordura na zona abdominal.

Infelizmente não existiram alterações significativas noutras partes do corpo.

Suspeita-se assim, que não existiram resultados noutras zonas do corpo porque alguns depósitos de gordura são difíceis de desaparecer. Mas o que quer isto dizer?

O que acontece é que as células nessas áreas, são menos sensíveis a determinadas hormonas. Hormonas essas responsáveis por forçarem o seu conteúdo na corrente sanguínea para que o mesmo possa ser utilizado pelo corpo e gasto em forma de energia.

É desta forma que o gel de aminofilina funciona, uma vez que as células presentes na zona abdominal por norma são libertadas para gasto energético de forma mais fácil. O gel ajuda a força a libertação do seu conteúdo na corrente sanguínea.

Outras partes do corpo aparentam pouca sensibilidade e como tal o gel não revelou o mesmo efeito.

No entanto, num outro estudo, onde os indivíduos não utilizaram qualquer tipo de regime alimentar, foi administrado um gel de 2% de aminofilina o invés de 0.5%.

As mulheres que aplicaram o gel nas suas coxas apresentaram uma redução na gordura sub cutânea.

Aparentemente diferentes indivíduos e géneros podem apresentar células com diferentes graus de sensibilidade nas diversas partes do corpo.

Se é uma das pessoas que procura resultados de forma mais fácil, ou se simplesmente quer potenciar a sua perda de gordura em determinadas zona em conjunto com alimentação e exercício, nada como experimentar por si, e verificar se efetivamente nota alguma diferença.

artigo do parceiro:

Comentários