O regime hipocalórico de South Beach

A dieta made in USA a que atriz Demi Moore e outras celebridades internacionais já recorreram

Demi Moore mede um 1,64 metros e pesa 56 quilos, números que revelam ter uma silhueta perfeita. Atraente e com um corpo muito proporcional, a atriz e mãe de três filhas tem um dos looks mais invejados de Hollywood. A culpa, segundo a própria, é desta dieta que elimina os alimentos nocivos para o corpo e a fez perder peso graças a uma mudança de hábitos, o que teve repercussões também na sua saúde.

Esta dieta foi criada por Arthur Agatston, um conhecido cardiologista e diretor médico do Mount Sinai Medical Center, na Florida, farto de ver os seus pacientes a fazerem dietas muito restritivas e que eram um fracasso. Começou a investigar na área de nutrição e elaborou este regime que se baseia em porções adequadas de carne, peixe, ovos, vegetais, queijo e frutos secos e no qual não se devem saltar os lanches.

Como funciona esta dieta

Este regime hipocalórico classifica os alimentos segundo o seu índice glicémico, em função do tempo que os açúcares demoram a decompor-se após o seu consumo. O processo é mais lento nos alimentos mais nutritivos e rápido nos mais prejudiciais. Este plano de emagrecimento elimina, na primeira fase, os hidratos nocivos tais como batatas fritas, bebidas com gás e doces. a perda inicial de peso é bastante rápida.

Os benefícios desta dieta

Os seus resultados têm merecido elogios por parte de especialistas nacionais e internacionais:

- É uma dieta muito flexível, com um número reduzido de regras que permite desfrutar do prazer de comer. Só assim se consegue fazer com que a dieta passe a ser um estilo de vida.

- A estrutura em três fases permite que se passe de forma fácil de uma etapa para a outra.

- Os pratos são receitas fáceis de preparar, com ingredientes que se encontram facilmente.

- Entre as refeições, os lanches são obrigatórios, o que evita a sensação de fome.

- Não é necessário contar caloriasnem conhecer a percentagem de gordura, hidratos de carbono ou proteínas de cada prato confecionado.

- O tamanho das porções não é prioritário.

- É equilibrada. Inclui fruta, vegetais, alimentos integrais, frutos secos e gorduras saudáveis.

- O seu aporte de gorduras saturadas não é significativo.

- Em vez de defender a eliminação total da carne, aconselha a que se ingira carne magra.

- Permite comer grandes quantidades de peixe, brancos ou azuis, porque possuem gorduras saudáveis.

Fase 1- A mais radical

Baseia-se, sobretudo, na ingestão de proteínas, e os dois primeiros dias podem ser bastante duros. Os desejos pela comida a que estava habituada desaparecerão durante a primeira semana. Duas semanas depois, terá perdido entre três a seis quilos. a perda de peso nota-se, sobretudo, na zona intermédia do corpo. São totalmente proibidos o consumo de rebuçados, bolos, bolachas, gelados, açúcar.

Na prática, tudo o que seja doce, bem como pão, arroz, batatas, massa, fruta ou sumos de fruta e bebidas alcoólicas. Pode-se ingerir quantidades normais de carne de vaca magra, frango, peru, peixe e marisco, vegetais e hortaliças em abundância (pepino, alface, espinafres, brócolos, abóbora), ovos, queijo e iogurtes magros, frutos secos, azeite, café e chá.

Fase 2 - O seu corpo reage

Continua a perder peso até alcançar o seu objetivo. O tempo que demora depende de quanto é preciso perder. em média, na segunda fase perde-se até um quilo por semana. Deve-se introduzir, pouco a pouco, os hidratos de carbono. por exemplo, se gosta de massa ou de pão, pode começar a comê-los. pode também incluir o arroz, os cereais, as batatas e a fruta. pode comer doces com moderação mas nada de molhos e gorduras saturadas.

Fase 3- A fase definitiva

Para manter o peso ideal deve-se respeitar as regras básicas, nomeadamente comer de tudo, mas em quantidades moderadas, evitar os doces, comer cinco refeições por dia e beber muita água, dois litros por dia. A opinião da fisiologista na gestão de peso Teresa Branco «Esta dieta é muito pobre em hidratos de carbono. Na primeira fase, a restrição em hidratos de carbono é quase completa», realça a especialista.

O facto de proporcionar uma perda de peso inicial muito grande, podendo proporcionar uma grande motivação e ser uma abordagem alimentar muito saciante por incluir gordura e proteína são os pontos fortes da dieta South Beach. Por outro lado, existem aspetos menos positivos. A primeira fase da dieta é muito restritiva sendo muito difícil para algumas pessoas a sua adoção. 

Além disso, na primeira fase da dieta, não se pode ingerir qualquer tipo de fruta, o que a torna muito restritiva em termos de alguns nutrientes. De destacar que na última fase, ou seja, a fase de manutenção, poderá conduzir a um ganho de peso muito rápido porque a inclusão dos hidratos de carbono é aleatória e pouco personalizada.

Texto: Rita Caetano com Teresa Branco (fisiologista na gestão de peso)

artigo do parceiro:

Comentários