Ideias para não engordar em fases de stresse

Siga os conselhos de da fisiologista na gestão do peso Teresa Branco

É possível ganhar quatro quilos numa semana de stresse. Parte desse peso deve-se à retenção de líquidos. O restante advém da acumulação de gordura devido a más escolhas alimentares.

Em fases de stresse tendemos a ingerir alimentos ricos em hidratos de carbono (bolachas, chocolates) que não são tão bem tolerados nesta fase, levando ao aumento de peso. É frequente saltamos refeições e passarmos muitas horas sem comer, acabando por ingerir maiores quantidades nas refeições seguintes.

Ao antecipar uma fase de maior stresse abasteça a despensa com produtos saudáveis e faça comida para congelar. Assim não terá tentações desnecessárias. Beba muita água porque o stresse desidrata e aposte no consumo de vegetais que, para além de fibras, vitaminas e minerais, contêm triptofano, um aminoácido que promove a produção de serotonina. Esta tem um efeito tranquilizante e diminui nesta fase. Laticínios, aves e frutos secos são também fontes de triptofano.

Evite café, chá e bebidas alcoólicas que, em excesso, causam stresse. Tente não consumir alimentos fritos que (a par do stresse) promovem maior produção de radicais livres e doces, pois promovem alterações no metabolismo dos açúcares que a predispõem para engordar.

Se a dieta for fonte de stresse é sinal de que não é adequada. Ao perder peso deve estar feliz e tranquila. Adote um plano alimentar que consiga fazer para o resto da vida ou irá engordar novamente. Após a fase de stresse inclua o exercício físico na sua vida. Abasteça-se de alimentos saudáveis e procure dormir bem ou terá mais fome e desejo por alimentos calóricos


Revisão científica: Teresa Branco (fisiologista na gestão do peso)

artigo do parceiro:

Comentários