Gelatinas prontas a comer devem ser ingeridas com (muita) moderação

Práticas, frescas e saborosas, são uma alternativa prática para o lanche ou para a sobremesa mas, por conterem açúcar e/ou corantes, devem ser consumidas com parcimónia.

Modere o consumo. Mesmo as gelatinas com muito baixo valor calórico são ricas em adoçante e corantes, pelo que devem ser consumidas com moderação. «No máximo, duas a três vezes por semana», adverte Patrícia Segadães, nutricionista. Vá alternando o consumo de gelatinas nos lanches e/ou sobremesas, com a fruta, este sim, um alimento natural e que o irá verdadeiramente nutrir.

Pode misturar uma gelatina com sabor ao seu iogurte natural. «A mistura fica muito agradável e é uma ótima solução para o seu lanche», assegura a especialista. «A melhor altura para consumir uma gelatina que tenha adição de açúcar será sempre após uma refeição rica em fibra, será portanto uma ótima opção como sobremesa», acrescenta ainda.

Acompanhe a gelatina com três a quatro frutos secos. «Desta forma, conseguirá uma combinação mais saciante e nutritiva», afirma Patrícia Segadães. Depois de uma avaliação pormenorizada, as preferidas da nossa nutricionista são:

- Gelatina com ananás da Alsa

É comercializada em pacotes com quatro embalagens de 120 g a um preço recomendado de venda ao público que ronda os 3,99 €. Cada 100 g fornece 62 kcal, 0,5 g de proteína, 15 g de hidratos de carbono e 1 g de gordura. «De origem vegetal, pode ser uma boa opção para quem pretende regimes isentos de proteína animal», realça a especialista.

«Contém 25 por cento de fruta o que é uma mais-valia, pois parte do seu conteúdo de hidratos de carbono é proveniente do açúcar da fruta, o que a torna um pouco mais interessante do ponto de vista nutricional. É ideal para quem pretende fazer uma alimentação isenta de proteína animal», refere a nutricionista.

- Gelatina Pronta Melancia 10 kcal da Royal

É comercializada em pacotes com quatro embalagens de 100 g a um preço recomendado de venda ao público que ronda os 1,59 €. 100 g deste alimento fornecem, como o nome indica, 10 kcal, além de 1,7 g de proteína, 0,6 g de hidratos de carbono e 0,1 g de gordura. «Dentro da gama de gelatinas sem adição de açúcar, esta é possivelmente a mais conhecida e a sua composição nutricional faz jus à sua fama», diz Patrícia Segadães.

«Tem um valor calórico muito baixo aliado e um conteúdo de proteína interessante. Outra grande mais-valia é a diversidade de sabores que a marca oferece, o que é ótimo para poder variar e não cair na rotina», assegura a nutricionista. «É ideal para quem está a perder peso e  procura sabores variados», acrescenta ainda a especialista.

Veja na página seguinte: A escolha mais económica

Comentários