Frango ou peru? São os dois igualmente saudáveis?

Têm o mesmo valor energético e pouca gordura, sendo opções saudáveis e nutricionalmente semelhantes. No entanto, uma é (ainda) melhor do que a outra. Saiba qual!

A carne de peru é uma melhor opção porque o seu teor proteico é ligeiramente maior e tem uma maior quantidade de vitaminas e minerais. Ambos têm um baixo teor de colesterol, sendo este ligeiramente menor no peru. Tem menos sódio, uma vantagem na prevenção da hipertensão arterial. Também contém mais ferro, sendo uma melhor opção para grávidas e pessoas com anemia ferropénica.

Contém maiores quantidades de selénio, um poderoso antioxidante, contribui para a eliminação de metais pesados, como o cádmio, mercúrio e arsénico, reduzindo a sua ação tóxica. Oferece maior teor de potássio, essencial ao equilíbrio hídrico, pois tem ação diurética, ajuda a eliminar o excesso de sódio e a prevenir e reduzir a hipertensão arterial.

Esta carne é mais rica em zinco, essencial ao bom funcionamento do sistema imunitário, à cicatrização dos tecidos e à produção da insulina, além de vitamina K, com ação  anti-hemorrágica, intervindo no processo de coagulação sanguínea, e essencial à calcificação e mineralização do osso, ajudando a prevenir a osteoporose.

O que têm em comum

De fácil digestão e hipoalergénicas, são adequadas a crianças, idosos e convalescentes. Ambas têm a gordura concentrada na pele, eliminando-se facilmente ao retirá-la antes de cozinhar. Por serem tenras, também se adequam a quem tenha problemas de dentição.

São uma boa escolha para quem tem excesso de peso, obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, gastrites e refluxo gastroesofágico. São carnes magras, pouco calóricas e ricas em proteínas de elevado valor biológico.

Cuidados a ter na ingestão destes tipos de carne:

- Prefira a versão biológica

Opte por aves de origem biológica, criadas ao ar livre e com uma alimentação natural, muitas vezes à base de couves, de milho e de sementes. Não só é livre de pesticidas e contaminantes, como a sua carne é mais saborosa e nutritiva.

- Tenha atenção ao aspeto da carne

A carne crua de frango ou de peru deve ser ligeiramente rosada, lustrosa, macia e sem vestígios de sangue. Se tiver pele, esta deve ser firme, íntegra e sem manchas.

- Mantenha no frio

Estas são carnes facilmente perecíveis, devendo ser devidamente refrigeradas ou ultracongeladas até ao momento de cozinhar. Respeite rigorosamente o prazo de validade.

- Cozinhe bem

Pode ser assada, grelhada, cozida, estufada. Utilize uma pequena quantidade de azeite virgem extra e de sal. Para ganhar sabor, mas sem aumentar o aporte energético, pode marinar com sumo de limão, vinho, ervas aromáticas a gosto, como o louro ou o manjericão, além do alho e da cebola.

- Faça combinações saudáveis

Podem ser combinadas com outras carnes, como vaca ou porco, em almôndegas ou hambúrgueres, contribuindo para reduzir o aporte energético, de gordura saturada, sódio e de colesterol.

Texto: Eduarda Alves (nutricionista na Clínica Vita-Sana e Hospital da Ordem Terceira)

artigo do parceiro:

Comentários