Emagreça com laranja amarga

Saiba como

Designada muitas vezes pelo seu nome latim citrus aurantium, existe em muitas zonas de Portugal, mais como árvore ornamental. É uma sub-espécie da laranjeira-doce, a árvore que dá a laranja vulgarmente consumida (citrus sinensis).

O grande destaque em termos de princípios ativos vai para a sinefrina, que existe também, mas em menor quantidade, na laranja.

Localizada na sua casca (pericarpo), a sinefrina favorece a libertação e combustão das gorduras acumuladas, aumentando a energia. Flavonoides com propriedades venotónicas e óleo essencial relaxante e anti-espasmódico são outros dos seus princípios ativos.

Principais propriedades

Favorece o emagrecimento, devido à sua ação termogénica (que ajuda o organismo a queimar as gorduras). Como estimula a síntese proteica, vai impedir a perda de massa muscular. Ajuda a eliminar a celulite e a controlar o apetite.

Outras indicações

Na medicina chinesa, é tradicionalmente utilizada para digestões difíceis e na eliminação de toxinas. As flores têm propriedades semelhantes às das flores da laranjeira. São relaxantes e utilizam-se nas insónias.

Administração

São utilizadas as cascas das laranjas amargas. Em comprimidos (estandardizados para 6% de sinefrina), pode tomar entre 150 a 300 mg/dia.

Precauções

Deve começar uma semana com a dose miníma e só depois aumentar. Se ficar com ansiedade e/ou a pressão arterial subir, deverá parar o tratamento ou reduzir a dose e tomar, simultaneamente, plantas medicinais que anulem esse efeito, tais como as folhas de oliveira, crataegus ou passiflora.

Doce de laranja amarga

Corte 150 g da casca da laranja amarga em lâminas, junte 200 g de frutose, ½ colher de sopa de sumo de limão e, como solidificante, a alga Agár agár. Coloque no frigorífico umas horas até ficar sólido. Para otimizar a perda de peso reduza ao máximo o consumo de hidratos de carbono e faça exercício físico, ingerindo, uma hora antes do treino, um suplemento que contenha, para além da laranja amarga, outros constituintes como a garcinha, chá verde, guaraná, CLA e carnitina.

O que dizem os estudos científicos sobre este fruto

Numa revisão publicada no Journal of Medicine em 2002, um grupo de nove mulheres perdeu 0,94 kg na primeira semana, em que tomavam o placebo, valor que aumentou para 2,4 kg, na segunda semana, quando começaram a tomar a laranja amarga.

artigo do parceiro:

Comentários