Consumo de pescado e a degenerescência macular ligada à idade

Um estudo veio demonstrar que a ingestão regular de peixe apresenta resultados positivos no combate ao aparecimento da Degenerescência Macular ligada à Idade, doença que pode conduzir à cegueira.

A Degenerescência Macular ligada à Idade (DMI) é a 3ª causa de cegueira a nível mundial e curiosamente a primeira nos países industrializados. Esta doença caracteriza-se pela diminuição da visão central, uma vez que afecta a área macular retiniana, possuindo um impacto major na qualidade de vida.

Atinge principalmente indivíduos com idades superiores a 50 anos. O principal factor de risco para o seu desenvolvimento é a idade, mas existem factores de risco modificáveis que interferem na progressão da doença. Entre eles encontram-se o tabaco e a alimentação.

Diversos estudos têm analisado o que se pode fazer na área da prevenção e segundo o estudo The Impact of Fish and Shellfish Consumption on Age-Related Macular Degeneration, publicado pela revista Ophthalmology, 60% dos indivíduos deste estudo que ingeriam uma ou mais porções de peixe por semana apresentavam menor risco de desenvolver DMI, quando comparando que com os indivíduos que consumiam menos do que uma porção por semana.

Os estudos encontraram benefícios resultantes da ingestão regular de ómega-3, suportando a hipótese que a ingestão frequente de peixe gordo apresenta um efeito protector no desenvolvimento da DMI.

Este é mais um estudo que vem salientar os benefícios da ingestão balanceada de nutrientes com efeito protector no combate da DMI avançada.

Dra. Joana Pinheiro
(Nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários