Anti-celulite (Dieta)

O plano alimentar que a ajuda a acabar com a gordura e a celulite em 8 semanas

Recorremos compulsivamente a um sem número de produtos de aplicação tópica na esperança de acabar, de uma vez por todas, com a celulite e redefinir a silhueta.

Esses produtos resultam? Bem, ajudam a minimizar alguns efeitos visíveis. Mas o problema é que a celulite «é causada por uma combinação de alterações a nível da microcirculação estimuladas pelo acumular de gordura», como indica a nutricionista Cláudia Santos.

«Com a acumulação de gordura, a pele é pressionada para cima, enquanto as fibras mantêm algumas regiões presas, formando ondulações e irregularidades, também conhecidas como pele “casca de laranja”», explica. Por isso, para realmente acabar com ela é preciso queimar gordura e perder peso.

Dieta não restritiva aliada ao exercício físico

A forma como se tenta eliminar essa gordura, contudo, é determinante. Já que adoptar uma dieta demasiado restritiva, na verdade, só piora o efeito visível da celulite, pois reduz a elasticidade dos tecidos, tornando o aspecto «casca de laranja» ainda mais evidente.

A perda gradual de peso e de gordura (para preservar a elasticidade da pele) é a melhor e mais saudável solução para a celulite. Principalmente, quando acompanhada pela prática regular de exercício físico, que ajuda a refirmar os tecidos.

A garantia é dada por Wayne Westcott, médico co-autor do livro No More Cellulite, que testou a estratégia em 115 mulheres. Todas elas observaram uma redução na aparência da celulite, ao fim de oito semanas, e um aumento na proporção de músculo nas regiões com mais gordura, comprovada por medições com ultra-sons. Experimente também.

Comece por seguir o plano alimentar que lhe propomos de seguida e complemente-o com o um plano de exercícios para o combate à celulite. Talvez não seja tão simples como aplicar um creme mas o resultado é garantido.

Comentários