Anti-ansiedade (Dieta)

O plano alimentar que a vai ajudar a perder peso e a evitar os momentos em que só lhe apetece «atacar» o frigorífico

É uma dieta, mas também um «apoio psi­cológico»: um plano completo e equilibrado que lhe permitirá perder peso de forma saudável.

A medicina e a nutrição dispõem de «armas» eficazes para ajudar as pessoas com excesso de peso. Não oferecem ainda uma fórmula má­gica contra a obesidade, mas con­seguem combatê-la de uma forma equilibrada, partindo da análise de factores como o estilo de vida da pessoa, o tipo de alimentação, o seu estado de saúde e de ânimo...

Com base nesta avaliação é também possível definir um plano alimentar que não só permita perder peso mas também impeça a progressão de um dos principais «sabotadores» de qualquer tipo de dieta - a ansiedade. Assim, com a ajuda da dietista Marisa Costa, propomos-lhe uma dieta que lhe vai permitir emagre­cer sem padecer de ansiedade.

Avaliação integral

A estratégia começa na avaliação da história clínica do paciente. Parte-se de análises clínicas e de outros dados que permitam saber como se encontra a pessoa em ter­mos fisiológicos: se tem colesterol, como funciona o fígado... Paralela­mente, é importante averiguar se o paciente dorme bem, se padece de ansiedade ou passou por alguma experiência que o tenha levado a engordar. Trata-se de conhecer o paciente de um ponto de vista integral. «Uma pessoa que gosta de comer e beber não tem as mes­mas características de outra que "assalta" o frigorífico porque tem ataques de ansiedade», explica Marisa Costa.

Uma vez reunidas todas estas informações, é, então, definido um plano alimentar personalizado que actua de forma a devolver o equilíbrio ao organismo. «Costumo dizer aos meus pacientes que não se devem concentrar demasia­do nos números. Há meses em que se perde dois ou três quilos, noutros menos... O importante é ir reduzindo peso progressivamen­te e, sobretudo, que a pessoa se sinta bem durante o processo», adverte Marisa Costa. «Com uma dieta adequada, plena de vita­minas e nutrientes essenciais e cozinhando de uma forma simples mas saborosa consegue-se uma melhoria geral do organismo», explica a dietista.

Paralelamente, faculta-se ao paciente uma série de truques práticos que lhe permi­tem combater os temidos ataques de ansiedade, passíveis de arruinar qualquer dieta. Os resultados são, assim, visíveis não só a nível estético, mas tam­bém do ponto de vista físico, já que se consegue aumentar a energia, bem como a nível psicológico, uma vez que se combate a ansiedade.

Comentários