Alimentos contra a hipertensão

Uma alimentação correta é importante para manter a tensão arterial nos níveis considerados normais.

As temperaturas altas que se têm registado podem ser perigosas para o coração. Quem sofre de tensão alta deve ter especial cuidado com o excesso de calor, consultando um médico para controlar os sintomas.

Além da medicação e da prática regular de exercício físico, há alguns passos que podem ser tomados no dia a dia para manter a tensão arterial abaixo dos 14/9, valores considerados normais numa pessoa adulta. Estes números referem-se à força com que o sangue é bombeado nos vasos sanguíneos: quando o coração lança o sangue, fá-lo subir 14 cm segundo os aparelhos de medição (pressão sistólica); quando está em repouso alcança valores mais baixos (pressão diastólica).

O sal é geralmente associado à tensão alta. Mas o sódio está de tal forma presente nos alimentos que comemos (como conservante e emulsionante) que devemos duplicar o cuidado se pretendermos seguir uma dieta baixa em sódio.

Uma sugestão que permite reduzir a quantidade geral deste ingrediente é ir substituindo aos poucos por outros temperos, como especiarias e ervas aromáticas. Ao usar sal, faça-o apenas no fim da confeção dos pratos. Vai ver que vai necessitar bastante menos do que pensava.

Deve ainda reduzir a quantidade de álcool ingerida (dois copos para homens e um copo para mulheres por dia é o máximo recomendado) e optar por peixes de gordura insaturada, como cavala ou salmão. Para manter a quantidade de potássio e de cálcio necessárias ao bom funcionamento da corrente sanguínea, consuma bastantes frutas e legumes como batatas, melões, uvas, bananas, etc., bem como produtos lácteos magros.

Outro fator importante para manter a tensão arterial nos níveis desejados é o peso corporal. Quem ultrapasse 10% do seu peso ideal está mais sujeito a ter tensão alta. Daí consumir menos calorias seja importante para se manter saudável. 

artigo do parceiro:

Comentários