Alimentação: Um guia gratuito para a poupança, saúde e reconciliação com as sopas

“Sopa”. Esta é talvez das palavras com menos uso à mesa. Uma exclusão injusta, dadas as qualidades gastronómicas e nutricionais da sopa. Para derrubar preconceitos, esclarecer e incentivar o consumo, a Associação Portuguesa dos Nutricionistas (APN) disponibiliza on-line e com consulta gratuita um guia sobre as sopas e alimentos afins.

O guia “Sopas: Mais que um alimento, são um prato de saúde”, procura reconciliar-nos com uma confeção que faz há muito parte do nosso património nacional. Basta pensar nas sopas e caldos ricos do nosso receituário: o caldo verde, a sopa da pedra, o gaspacho, as sopas de peixe, as Sopas do Espírito Santo. Um rol de confeções que desde logo nos alerta para a diversidade e riqueza de ingredientes que podemos incluir numa sopa.

Esta obra que pode ser descarregada gratuitamente a partir do site da APN, detêm-se nas questões culturais, mas também gastronómicas e nutricionais associadas às sopas (também aos caldos, cremes e aveludados), e responde-nos a perguntas essenciais: “O que é uma sopa?”, “De onde veio a sopa?” e que “tipos de sopa temos?”.

A escolha dos ingredientes, a sua preparação e posterior conservação da sopa também ocupam as páginas deste livro, com dicas úteis. Conselhos que não excluem sugestões sobre a melhor forma de ingestão deste alimento rico em vitaminas, minerais, fibras e água.

Uma abordagem nutricional que aprofunda cada um dos componentes da sopa, desde os hortícolas, às batatas e massas, passando pela própria água e temperos (sal, pimenta, azeite, ervas aromáticas, etc.).

Um título que Inclui as inevitáveis receitas de sopa e uma introdução ao receituário tradicional português: Sopa de feijão-verde, creme de tomate, creme de cenoura e alho-francês, sopa juliana, caldo verde, canja de galinha, sopa da pedra.

“Sopas: Mais que um alimento, são um prato de saúde” tem direção editorial de Helena Ávila M.

artigo do parceiro:

Comentários