A dieta da Mayo Clinic

Um regime dietético que lhe permite perder até 4,5 quilos por semana

Foi considerada por especialistas internacionais uma das melhores dietas do mundo. Indicada para quem quer não só perder peso como proteger a saúde e está motivado para reaprender a comer e a alterar maus hábitos. Para sempre.

Nas primeiras duas semanas poderá emagrecer entre 2,7 e 4,5 quilos. Numa segunda etapa, até um quilo por semana até atingir o seu objetivo de perda calculado. 

Em paralelo, este método favorece a prevenção da diabetes, hipertensão, doença cardiovascular e apneia do sono, problemas associados. Mais do que uma dieta de emagrecimento, assume-se como uma abordagem comportamental, com duas fases de atuação. A fase Lose it e a fase Live it. 

Na primeira, que decorre ao longo de duas semanas, terá de abdicar de cinco maus hábitos (como comer a ver televisão), implementar cinco rituais saudáveis (como a prática diária de, pelo menos, 30 minutos de exercício) e, ainda, adicionar cinco estratégias positivas (como passar a escrever o que come, o exercício que faz e os seus objetivos). 

Na segunda fase, seguindo as regras da pirâmide alimentar da Mayo Clinic, em vez de contar calorias, irá aprender a gerir as porções do que come e a planear os seus menus. A partir daqui, poderá conseguir perder até um quilo por semana até atingir o seu objetivo.

Ponto positivo

Quem não resiste a frutos e legumes não tem problemas em seguir esta dieta para perder peso. «Tem em conta o aspeto comportamental da perda de peso, essencial para a manutenção da dieta e dos seus objetivos, permite o consumo ilimitado de snacks de frutas e vegetais», comenta Alva Seixas Martins.

Ponto negativo

A anotação diária do que se come e a obrigatoriedade da prática diária de exercício físico pode desencorajar algumas pessoas. Além disso, para poder seguir esta dieta à risca, terá de comprar o livro «The Mayo Clinic Diet Book - An essential guide», disponível no site www. mayoclinic.com.

O consumo ilimitado de fruta previsto neste regime «pode aumentar temporariamente os níveis de açúcar e de alguns lípidos no sangue, pelo que pessoas que sofram de diabetes ou outras doenças devem falar com o seu médico antes de optar por esta metodologia», aconselha a Mayo Clinic.

Porções diárias para uma ingestão diária de 1.200 calorias

Doces: Até 75 calorias por dia
Gordura: 3 a 5 doses
Proteínas/laticínios: 3 a 7 doses
Hidratos de carbono: 4 a 8 doses 
Fruta: Ilimitado (no mínimo 3 doses)
Hortícolas: Ilimitado (no mínimo 4 doses)
Exercício: Diariamente

Menu para um dia

Pequeno-almoço
1 iogurte magro com uma peça de fruta misturada

Almoço
1 lata grande de atum em água + 4 chávenas de massa + 2 chávenas de cenoura e curgete aos cubos + 4 colheres (de sopa) de maionese magra + 1 laranja pequena

Jantar
1 fatia de pizza com 10 cm + 2 chávenas de alface + ½ chávena com tomate às fatias, cebola roxa e cogumelos + 2 colheres (de sopa) de molho vinagrete

Snacks permitidos

Estes são os alimentos recomendados para as pausas matinais e para os lanches:

- 1 maçã pequena às fatias
- Pode, ainda, incluir uma bebida sem calorias em cada refeição

Texto: Nelma Viana com Alva Seixas Martins (nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários