0% de lactose

A solução para mulheres com náuseas, distenção abdominal e flatulência

0% de lactose. Esta pode ser a alternativa para pessoas que não toleram bem o açúcar do leite. Descubra se é uma delas.

Nos países mediterrânicos a prevalência de deficiência de lactase, a enzima envolvida na digestação da lactose, atinge 70 por cento da população adulta. A maioria nem sequer chega a ter essa noção.

As queixas relacionadas com a dificuldade ou impossibilidade de digerir a lactose, como náuseas, distenção abdominal e flatulência, podem desaparecer se tiver a perceção aproximada da quantidade diária de produtos com lactose que pode consumir ou, no pior cenário, se prescindir deles, substituindo-os por outras fontes de cálcio, proteína e vitaminas.

O que é exatamente a lactose?

A lactose é o açúcar do leite e existe no leite humano e nos leites de vaca, de cabra e de ovelha. Trata-se de um dissacarídeo (composto por dois açúcares, glicose e galactose), que se encontra nos lacticínios em quantidades variáveis. Em maior no leite, em menor no iogurte e nos queijos frescos e em muito pouca quantidade nos queijos curados», elucida a nutricionista Alva Seixas Martins.

Também se encontra em muitos alimentos processados, pelo que as pessoas intolerantes têm que ler a lista dos ingredientes (especialmente no caso de gelados, bolachas, bolos, refeições pré-preparadas e produtos obtidos a partir do leite, como soro de leite, coalho e leite em pó)», acrescenta ainda a especialista, que esclarece de seguida os potenciais perigos do leite para a saúde.

Qual o papel da lactose?

Para os adultos este açúcar não é muito importante, mas para os bebés é fundamental: representa uma fonte energética, a par das gorduras. Na idade adulta o consumo de alguns alimentos que contêm lactose continua a ser importante, enquanto fonte de cálcio.

Consumir alimentos com lactose pode ter desvantagens mesmo para quem não é intolerante?

Sim. Quem tem problemas de otorrinoalergologia (por exemplo, eczema e rinites, entre outros) pode beneficiar da eliminação dos lacticínios (mas não por causa da lactose). É uma questão de experimentar e permanecer muito atento aos sintomas. Desconhece-se exatamente a que se deve a agudização dos sintomas quando se consomem lacticínios, mas pensa-se que será por causa das alergias a algumas proteínas do leite de vaca.

Algumas pessoas são intolerantes à lactose?

Por alguma razão, não têm a enzima (lactase) necessária para desdobrar o açúcar, a glicose, dividindo-a em lactose e galactose, compostos mais simples que podem ser absorvidos pela corrente sanguínea. Todas as crianças têm essa enzima em grande quantidade, mas depois vai diminuindo. Se deixarmos de consumir leite, pode até desaparecer.

A lactaseexiste à superfície da mucosa intestinal, na primeira parte do intestino, o que a deixa muito suscetível a ataques, como acontece nos casos de gastroenterite, terapêutica antibiótica (que afeta a flora intestinal), doença celíaca (intolerância ao glúten), doença de Crohn (doença crónica inflamatória intestinal) e recessão cirúrgica intestinal (para emagrecimento), quando essa parte do intestino é eliminada. Há ainda crianças que nascem sem lactase, mas são casos muito raros.

A intolerância é frequente?

Nos países do norte da Europa, historicamente produtores de bovinos, a maior parte da população adulta tolera bem a lactose – a prevalência da deficiência de lactase é de dois por cento. Nos países do sul, tradicionais produtores de ovinos e consumidores de iogurtes e queijo, estima-se que atinja os 70 por cento. Em Portugal a intolerância afeta um terço das pessoas e muitas populações asiáticas são completamente intolerantes.

Como se estabelece o diagnóstico?

É possível fazer uma biopsia ao intestino para verificar se existe lactase ou não, mas o procedimento mais acessível e comum é o teste ao ar expirado. Como a lactose não digerida é degradada pelas bactérias originando hidrogénio, mede-se a quantidade de hidrogénio no ar expirado, de modo a saber se o desdobramento da lactose não está a ocorrer.

Quais as alternativas alimentares?

Podemos optar leite de digestão fácil ou sem lactose, queijo curado, além de bebidas de soja e arroz, desde que enriquecidas com cálcio, vitamina B2 e B12.

Será que é intolerante?

Esteja atenta aos sintomas mais comuns:

- Desconforto e distensão abdominal
- Dores ou cólicas
- Flatulência
- Náuseas e/ou diarreia

Texto: Leonor Macedo com Alva Seixas Martins (nutricionista)

artigo do parceiro:

Comentários