Zorrinho desmente que PS seja a favor da extinção da ADSE

Declarações vão contra à posição do coordenador do partido na área da Saúde
14 de janeiro de 2013 - 11h07



O líder parlamentar do socialista, Carlos Zorrinho, negou hoje que o PS seja favorável à extinção da ADSE, contrariando assim a posição defendida pelo coordenador do seu partido na área da Saúde, Álvaro Beleza.



Em entrevista ao Jornal de Notícias, Álvaro Beleza, membro do Secretariado Nacional do PS, afirmou que, caso os socialistas regressem ao Governo, a ADSE deverá ser extinta, considerando que este subsistema de saúde é gerador de injustiças na sociedade portuguesa.



Em declarações aos jornalistas, após a sessão de abertura das Jornadas Parlamentares do PS, em Viseu, Carlos Zorrinho negou que a extinção da ADSE se encontre nos planos dos socialistas.



"Quero afirmar que o PS não é a favor da extinção da ADSE. Quero que isso fique bastante claro", disse o líder parlamentar socialista.



Confrontado com o teor da posição assumida por Álvaro Beleza, Carlos Zorrinho alegou que essas declarações sobre a ADSE devem ser interpretadas "no contexto da entrevista" concedida pelo coordenador do PS para a área da saúde.



"Mas é a opinião pessoal do coordenador [Álvaro Beleza], mas não é a opinião do PS. Em todas as áreas de trabalho, o PS está a desenvolver debate interno. Nesse caso em concreto, não somos a favor da extinção da ADSE", declarou.



Interrogado se Álvaro Beleza se deve manter nas funções de coordenador para a área da Saúde dentro do Secretariado Nacional do PS, o líder da bancada socialista recusou-se a responder.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários