Vinte e três regiões com risco muito alto de radiação ultravioleta

Vinte e três regiões de Portugal apresentam hoje risco muito alto e alto de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).
créditos: HUGO DELGADO / LUSA

De acordo com o IPMA, Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Évora, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Portalegre, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, Viseu, Vila Real e Angra do Heroísmo (Açores) apresentam hoje risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta.

Porto, Horta (Açores) e Porto Santo apresentam risco alto, enquanto Braga, Viana do Castelo e Ponta Delgada (Açores estão com níveis moderados de exposição à radiação UV.

O IPMA indica ainda que Santa Cruz das Flores (Açores) está com níveis baixos.

Para as regiões com níveis muito altos e altos, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor que 2, em que o UV é Baixo, 3 a 5, Moderado, 6 a 7, Alto, 8 a 10, Muito Alto e superior a 11, Extremo.

Madeira a amarelo

O arquipélago da Madeira está hoje sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de tempo quente, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, o arquipélago da Madeira está sob aviso amarelo devido à previsão de persistência de valores elevados da temperatura máxima.

O IPMA indica que o aviso entrou em vigor às 20h00 de segunda-feira e termina às 19h00 de quarta-feira.

Comentários