Vacina contra cancro do pulmão discutida por especialistas no Algarve

Investigadores argentinos e cubanos criaram primeira vacina terapêutica contra o cancro do pulmão
25 de outubro de 2013 - 10h07



Várias centenas de pneumologistas reúnem-se hoje em Albufeira, Algarve, no âmbito do 24.º Congresso de Pneumologia, onde vai ser discutida, entre outros temas, a vacina contra o cancro do pulmão e a sua transposição para a prática clínica.



No próximo sábado, no âmbito do 24.º Congresso de Pneumologia, os especialistas vão reunir-se em conferência para discutir a imunoterapia no cancro do pulmão, ou seja, a possibilidade de haver vacinas que contribuam para prevenção do cancro no pulmão, disse à Lusa o presidente da SPP, Carlos Cordeiro.



Segundo o presidente da SPP, é muito cedo para se falar na transposição da investigação sobre a vacina contra o cancro do pulmão para a prática clínica e esse facto talvez só suceda a médio prazo.



“Falta essa translação, que é a passagem da investigação e dos resultados produzidos, e que foram recentemente apresentados, para a prática clínica e para a rotina clínica nos doentes de cancro do pulmão”, observou o especialista.



Carlos Cordeiro considerou provável que, em breve, possa haver mais novidades clínicas sobre a vacina contra o cancro do pulmão, mas referiu que, para já, o que existe são “resultados da investigação” e a possibilidade de fazer a profilaxia através da prevenção do tabagismo.



Um grupo de investigadores argentinos e cubanos criou a primeira vacina terapêutica contra o cancro do pulmão, que prolonga a esperança de vida dos doentes.



A vacina, que resulta de 18 anos de trabalho e da colaboração de um consórcio público-privado de investigação, não previne o aparecimento do tumor, mas promove a sua destruição através da ativação do sistema imunitário do próprio organismo, indica o laboratório argentino Insud, que participa no projeto de investigação.



Há cerca de quatro mil novos casos de cancro do pulmão que todos os anos surgem em Portugal.



O 24.º Congresso de Pneumologia, que conta com a presença de cerca de 700 especialistas nacionais e internacionais, tem como tema os “Novos caminhos para a Pneumologia em Portugal”.



O fórum, que decorre em Albufeira a partir de hoje e que termina domingo, vai discutir a saúde respiratória nacional e abordar temas como a asma brônquica, a doença pulmonar obstrutiva crónica e o cancro do pulmão.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários