Utentes de Aveiro dão nota máxima ao internamento

A grande maioria dos doentes que estiveram internados no Centro Hospitalar do Baixo Vouga, no primeiro semestre deste ano, dizem que recomendariam os serviços de internamento a outras pessoas, segundo um estudo hoje apresentado.
créditos: MARIO CRUZ / LUSA

O estudo para avaliar o serviço de internamento no Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), que agrega os hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, revela que, em caso de necessidade, 94,7% dos utentes recomendariam o centro hospitalar a amigos e familiares, tendo 69,5% escolhido a opção "definitivamente sim".

Os resultados do mesmo estudo mostram que 47,9% dos inquiridos avaliaram globalmente os serviços de internamento com a melhor nota possível (classificação 10).

Quando questionados acerca do desempenho do pessoal, 57,6% dos entrevistados atribuíram a nota 10 aos médicos e 54,1% deram a mesma classificação aos enfermeiros. No caso dos auxiliares, 51,2% atribuíram a nota máxima.

O estudo revela ainda que 40,6% dos utentes deram a melhor apreciação possível ao ambiente e o espaço físico hospitalar, aquando da situação de internamento.

Na análise por serviço, verifica-se que Medicina II, com uma média de 7.82 valores, foi o que teve o pior resultado, mas para o diretor clínico do CHBV, Paulo Ferreira, não houve más classificações.

"Temos excelentes classificações e num ou noutro ponto há uma ligeira diminuição, que não é estatisticamente significativa", disse Paulo Ferreira, que se referiu a este estudo como uma "ferramenta de trabalho que permite ter aos profissionais de saúde ter uma perspetiva da satisfação dos utentes".

O estudo para avaliar o serviço de internamento no CHBV foi realizado pelo Centro de Investigação em Marketing e Análise de Dados da Universidade de Aveiro (UA) entre os dias 22 de setembro e 10 de outubro.

Comentários