Usar telemóvel ao volante aumenta 23 vezes o risco de acidente

Sabia que o risco de causar um acidente aumenta em 800% se estiver a enviar mensagens? E que o tempo de reação de um jovem que esteja a conduzir e a utilizar o telemóvel é o mesmo que uma pessoa de 70 anos? Um terço dos portugueses reconhece que lê e envia mensagens enquanto conduz. Para alertar para os riscos da prática, a Brisa lançou a campanha "Não use o telemóvel enquanto conduz".
créditos: AFP ImageForum

A prática é punível com multa de 120 a 600 euros e perda da carta de 6 meses a 1 ano, mas mesmo assim a coima não dissuade os portugueses de enviar mensagens ou fazer chamadas enquanto está ao volante.

Segundo dados da Brisa, 31% dos portugueses admitem enviar e ler SMS enquanto conduzem e 59% dizem já ter falado ao telemóvel enquanto conduziam, o que faz de Portugal um dos piores exemplos no que diz respeito à prática.

Por isso, a Brisa, em parceria com a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, a participação das três operadoras (MEO, NOS e Vodafone) e o apoio da MCR, lançou a campanha "Não use o telemóvel enquanto conduz".

Só em 2014, todos os dias foram multados cerca de 60 automobilistas por utilizarem o telemóvel enquanto conduziam, ou seja, à volta de 22 mil pessoas num ano.

Alguns cuidados a ter segundo a Brisa:

  • Desligue o seu telemóvel ou configure-o de modo a silenciar toques, avisos e mensagens;
  • Evite ligar aos seus amigos quando sabe que estão a conduzir;
  • Pense se tem alguma chamada ou SMS a enviar antes de conduzir. Tire um momento para pensar se precisa de alguma informação para a viagem que vai fazer, antes de pôr o carro a funcionar. Por exemplo, programar o GPS antes de começar a viagem; Faça as chamadas de que necessita, antes de iniciar a marcha do seu veículo;
  • Aplique o conceito do condutor 100% Cool às mensagens escritas e escolha um passageiro para escrever por si enquanto conduz;
  • Guarde o telemóvel num local onde não tenha acesso enquanto conduz. Ex. Na mala do carro; Na bolsa do banco de trás;
  • Instale apps que o ajudem. Existem várias aplicações, algumas gratuitas, que permitem bloquear chamadas/SMS e/ou enviem respostas automáticas a dizer que está a conduzir;
  • Seja paciente. Reflita se se justifica arriscar a sua segurança e a dos que o rodeiam, para ler um SMS;
  •  Caso precise, aproveite as áreas de serviço para ligar ou escrever uma mensagem, ou, em último recurso, utilize o sistema de mãos livres do seu veículo.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários