Urgência do novo hospital de Amarante vai abrir com dois anos de atraso

Investimento em nova instituição hospitalar representa cerca de 34 milhões de euros

A urgência do novo hospital de Amarante vai entrar em funcionamento a 21 de dezembro, o que representa um atraso de quase dois anos face à programação inicial.

Quando a obra foi homologada em janeiro de 2007, em Amarante, pelo então ministro da Saúde, Correia de Campos, anunciava-se a entrada em funcionamento da nova unidade de saúde para novembro de 2010.

Contudo, após sucessivos atrasos na execução, já concluída há um ano, e posteriores adiamentos na abertura, o Centro Hospital do Tâmega e Sousa (CHTS) anuncia agora que na próxima semana serão transferidos para a nova unidade hospitalar os doentes do internamento.

Segundo a fonte, a consulta externa vai abrir no dia 20.

As valências de hospital de dia e consulta externa de psiquiatria tinham entrado em funcionamento no dia 30 de maio.

O CHTS adiantou à Lusa que as valências que vão entrar em funcionamento utilizarão, na maioria dos casos, equipamentos novos, mas admitiu que serão utilizados meios transferidos do atual Hospital de S. Gonçalo.

“Foram aproveitados todos os equipamentos e materiais capazes de corresponder eficazmente às exigências de uma estrutura moderna e tecnologicamente avançada como é a nova unidade”, lê-se num comunicado enviado à Lusa.

O novo hospital de Amarante representa um investimento de cerca de 34 milhões de euros.

Se for cumprida a programação inicial, o novo hospital será dotado de 60 camas (30 das quais em quartos individuais) e vai responder às necessidades de cirurgia ambulatória, com urgência médico-cirúrgica até às 22:00.

Esta unidade, integrada no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa, vai servir cerca de 180 mil habitantes da região do Baixo Tâmega.

14 de dezembro de 2012

@Lusa


Comentários