Unidades de saúde da Beira Interior receberam 116 ME para reequilíbrio financeiro

A Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) anunciou que as unidades de Saúde da Beira Interior receberam, nos últimos três anos, mais de 116 milhões de euros destinados ao seu reequilíbrio financeiro.
créditos: Lusa

"Este montante que corresponde a aumento de capital estatutário e regularização de dívidas traduz o valor mais alto atribuído nos últimos anos ao setor da saúde na região, representando um valioso contributo para a gestão do Centro Hospitalar Cova da Beira e das unidades locais de saúde de Castelo Branco e da Guarda", refere aquela entidade em comunicado.

No texto, a ARSC esclarece que os 116 milhões de euros atribuídos pela tutela revestem-se de "particular significado e importância" para as unidades de saúde da Beira Interior.

"A concretização deste reforço representa um assinalável contributo para a gestão destas unidades, possibilitando alcançar resultados positivos, do ponto de vista do equilíbrio das suas contas, com impacto na qualidade dos cuidados de saúde que são prestados à população do interior da região Centro", conclui o presidente da ARSC, José Tereso, citado na nota.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários