Tufão Wipha provoca fuga de elementos radioativos em Fukushima

Tempestade pode ter empurrado água radioativa para o pceano Pacífico
17 de outubro de 2013 - 08h44



A operadora da central nuclear de Fukushima informou na madrugada desta quinta-feira que recolheu água radioativa de um canal que conduz ao mar, num incidente provocado, provavelmente, pelas fortes chuvas e ventos do tufão Wipha.



A operador informa que níveis de entre 1.400 e 2.300 becquerels/litro de radiação beta (provocada especialmente por estrôncio 90) foram encontrados na água deste canal que liga a zona onde estão instalados os depósitos de água radioativa ao oceano Pacífico.



O nível de 1.400 becquerels/litro foi detetado a cerca de 150 metros do mar, e os índices mais elevados, de 2.000 e 2.300 becquerels/litro, em dois pontos mais acima.



"Pensamos que devido ao tufão, a chuva arrastou com ela terra contaminada para o canal", o que elevou a radioatividade, explicou a Tokyo Electric Power (Tepco), que opera o complexo.



"Vamos proceder com a limpeza", destacou a companhia, que irá verificar os eventuais efeitos no mar da água radioativa acumulada devido ao acidente nuclear ocorrido em 2011.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários