Todos os seropositivos devem receber antirretrovirais

Todos os doentes infetados com VIH devem passar a receber a terapêutica antirretrovírica, independentemente da carga viral, de acordo com o presidente do Programa Nacional para a Infeção VIH/Sida.
créditos: AFP

António Diniz antecipava, em declarações à agência Lusa, a apresentação formal dos resultados do estudo START ("Strategic Timing of AntiRetroviral Treatment") - entre outros da área -, revelando que o conselho científico do Plano Nacional VIH/Sida já "procedeu à revisão das Recomendações para o tratamento da infeção por VIH" e que "esta é a posição [do Programa]".

Estas conclusões contemplam, "entre outras alterações, e pela primeira vez, o início da terapêutica antirretrovírica a todas as pessoas infetadas por VIH, independentemente do valor de CD4 [carga viral]".

O presidente do Plano Nacional para a Infeção VIH/Sida participou na VIII Conferência da Sociedade Internacional da Sida sobre Patogénese, Tratamento e Prevenção do VIH, que começou no domingo, em Vancouver, no Canadá, e de onde surgiu uma declaração subscrita por vários organismos e agências, incluindo o Programa das Nações Unidas sobre o VIH/Sida, que apela a governos e reguladores da saúde que disponibilizem o acesso imediato a antirretrovirais por parte de todos os infetados.

Tratamento para todos é "inevitável"

O diretor do Serviço de Doenças Infecciosas do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra defendeu, na terça-feira, em declarações à Lusa, "ser inevitável" o tratamento, em Portugal, de todos os seropositivos com antirretrovirais, desde o diagnóstico da infeção pelo vírus da Sida.

Comentários