Subida de temperatura esperada ainda esta quinta-feira

As previsões apontam para uma pequena subida de temperatura nas regiões norte e centro. Mas não vale a pena arrumar já os casacos, porque o frio ainda se faz sentir.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quinta-feira para o continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de muito nublado na região sul até ao início da manhã, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros.

A partir do meio da manhã prevê-se um aumento gradual de nebulosidade nas regiões norte e centro, vento fraco a moderado do quadrante leste, soprando moderado a forte nas terras altas até meio da manhã e tornando-se do quadrante norte a partir da tarde.

Está também previsto acentuado arrefecimento noturno, com formação de geada, em especial nas regiões do interior norte e centro e pequena subida de temperatura, em especial nas regiões norte e centro.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 8 e 16, no Porto entre 5 e 16, em Vila Real entre 1 e 13, em Viseu entre 3 e 13, em Bragança entre -1 e 12, na Guarda entre -2 e 8, em Castelo Branco entre 5 e 15, em Évora entre 5 e 17, em Beja entre 6 e 18, em Faro entre 10 e 19 e no Funchal entre 13 e 21.

Alerta amarelo na Madeira

As regiões montanhosas da ilha da Madeira estão sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de vento forte.

De acordo com o IPMA, as regiões montanhosas da ilha da Madeira estão sob aviso amarelo devido à previsão de vento forte de nordeste com rajadas da ordem dos 90 quilómetros por hora, aumentando de intensidade a partir da tarde de hoje com rajadas da ordem dos 100 quilómetros por hora.

O aviso amarelo entrou em vigor às 17h00 de quarta-feira e termina às 23h59 desta quinta-feira.

No arquipélago prevê-se para esta quinta-feira períodos de céu muito nublado, aguaceiros fracos nas vertentes norte, em especial durante a manhã e vento moderado a forte de nordeste, soprando forte com rajadas da ordem de 100 quilómetros por hora nas terras altas.

Comentários