SNS está a pagar menos aos hospitais por urgências e internamentos

Praticamente os valores de todos os serviços baixaram
24 de abril de 2013 - 11h37



O valor que o Estado paga aos hospitais públicos pelos serviços que são prestados aos utentes nas urgências e internamentos baixou, em alguns casos para quase metade, de acordo com uma tabela hoje publicada em Diário da República.



Esta alteração é justificada pelo Ministério da Saúde pela “constante evolução do setor” e também com “os custos reais e o necessário equilíbrio de exploração”.



O serviço de urgência polivalente diminui de 147 euros para 112,07 euros, a urgência médico-cirúrgica de 108 euros para 56,16 euros e o serviço de urgência básica de 51 euros para 31,98 euros.



O Serviço de Atendimento Permanente (SAP) também baixa de 36 euros para 30 euros, enquanto o serviço domiciliário passa de 42 euros para 34,48 euros.



As consultas externas mantêm o mesmo valor: 31 euros para as consultas médicas e 25 euros para a consulta médica sem a presença do utente.



As consultas de enfermagem e de outros profissionais de saúde baixam de 16 para 15 euros.



Ao nível dos internamentos, os episódios de doentes internados em serviços, departamentos ou hospitais de psiquiatria e saúde mental baixam de 85 euros diários para 73,70 euros.



No caso de doentes internados em serviços de medicina física e de reabilitação de hospitais de agudos, a diária passa de 408 euros para 213,65 euros.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários