Serviços clínicos da Fundação Champalimaud arrancam em Junho

Tratamento de vários tipos de cancro e ensaios clínicos serão os principais serviços da fundação

Os serviços clínicos da Fundação Champalimaud, dedicada à investigação e tratamento na área do cancro, começam a funcionar a meio de Junho, revelou hoje a presidente daquela instituição.

«Os serviços clínicos são iniciados a meio do mês de Junho», afirmou hoje Leonor Beleza numa conferência de imprensa, adiantando que a Fundação irá «trabalhar por áreas de cancro sucessivamente», ou seja, «abrindo sucessivamente áreas diferentes de tratamento, e a primeira é a do cancro da mama».

A presidente da Fundação adiantou que tem havido «uma espécie de voluntariado», pessoas que têm manifestado desejo não só em serem tratadas na instituição, «mas também serem incluídas em ensaios clínicos».

«Há uma expectativa grande das pessoas em relação ao que possamos fazer aqui em termos de tratamento, mas também uma expectativa muito grande em relação ao que possamos fazer em termos de avanços em relação ao tratamento», disse.

Ainda antes de o centro de investigação e tratamento da Fundação abrir portas, adiantou Leonor Beleza, «há um sem número de pessoas que têm contactado para dizerem que estão disponíveis para serem incluídas em ensaios experimentais de tratamento».

«Tem sido uma experiência muito positiva perceber que há tanta gente interessada em contribuir para o avanço da ciência», afirmou.

Leonor Beleza anunciou também hoje que Fundação Champalimaud, com sede na área de Lisboa, já chegou a um acordo com o Ministério da Saúde que tem «uma expressão mais ampla do que apenas o tratamento de doentes».

04 de abril de 2011

Fonte: LUSA/SAPO

Comentários