Segundo infetado com Ébola nos Estados Unidos

Os Estados Unidos anunciaram esta quarta-feira o segundo caso de infeção pelo vírus do Ébola, tratando-se de um profissional de saúde que tratou do cidadão da Libéria infetado que acabou por morrer já em solo americano.

Foi diagnosticado esta quarta-feira um novo doente com ébola no Texas, nos Estados Unidos. Trata-se de um profissional de saúde do Hospital Presbiteriano do estado norte-americano que tratou de Thomas Eric Duncan, o primeiro paciente infetado pelo vírus na região.

De acordo com fonte hospitalar, o doente foi imediatamente isolado, depois de ter registado febre na terça-feira.

"As autoridades médicas foram rápidas a identificar os contactos ou potenciais exposições ao último paciente com o vírus, pelo que todas essas pessoas serão monitorizadas", refere a mesma fonte, citada pela Reuters.

A enfermeira Nina Pham, de 26 anos, foi a primeira profissional de saúde contaminada pela doença, encontrando-se neste momento numa "situação estável" e a receber o tratamento médico.

No passado dia 8 de outubro, faleceu Thomas Eric Duncan, o primeiro doente com ébola diagnosticado fora do continente africano, que tinha sido internado a 28 de setembro.

Os mais recentes dados apontam para o registo de 8.917 casos, dos quais 4.447 se revelaram mortais, sendo a Libéria, Serra Leoa e a Guiné-Conacri os países mais afetados pelo pior surto de Ébola.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários