Risco máximo de exposição aos raios UV em todo o país exceto Açores

O casos mais grave é no Funchal, Madeira, onde o nível vai chegar ao 10
23 de agosto de 2013 - 09h17



Todo o território português, com exceção de duas cidades dos Açores, apresenta hoje risco muito alto de exposição a radiações ultravioleta, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).



De acordo com informação disponibilizada pelo IPMA na sua página da Internet, todas as cidades do país estarão entre os níveis 8 e 10 (o máximo é 11), ou seja, muito alto, com exceção de Angra do Heroísmo, na ilha da Terceira, Açores, que apresentará nível sete (moderado) e de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, Açores, com nível 3 (moderado).



Os casos mais graves são o Funchal (arquipélago da Madeira), onde o nível vai chegar ao 10, e Guarda, Porto Santo (Madeira) e Ponta Delgada (Açores) que apresentam um índice de UV de 9.



O índice UV apresenta cinco níveis, entre o baixo (1 e 2) e o extremo, sendo o máximo o 11.



Com níveis do índice muito alto, entre 8 e 10, e, por isso, as pessoas devem utilizar óculos de sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários