"Reviv Lisbon" está registada e licenciada para enfermagem

A empresa “Reviv Lisbon”, que a Ordem dos Médicos quer investigar, está registada na Entidade Reguladora da Saúde desde fevereiro deste ano e tem licença para enfermagem e consultório médico.

A “Reviv Lisbon” abriu recentemente em Lisboa e disponibiliza tratamentos com injeções de vitaminas e nutrientes para variados fins. Fonte oficial da Entidade Reguladora da Saúde disse à agência Lusa que a empresa – que está registada como Symbiotic – tem licença para enfermagem e pediu recentemente licença para operar como medicina geral e familiar.

No entanto, num comunicado enviado esta tarde às redações a empresa esclarece que está licenciada pelo Infarmed e pelo regulador, para além de possuir licença para Centro de Enfermagem e Consultório Médico.

Na nota, a "Reviv Lisbon" mostra-se ainda disponível para colaborar com a Ordem dos Médicos e prestar toda a informação necessária.

O bastonário da Ordem dos Médicos confirmou já à Lusa que pretende averiguar que tipo de serviços fornece esta empresa ou clínica. “Vamos investigar isso. Parece haver envolvimento médico na situação. E, a meu ver, a publicidade que é feita é enganosa”, afirmou Miguel Guimarães à Lusa.

A Notícias Magazine online de hoje adiantava que a Ordem dos Médicos queria investigar a “primeira clínica portuguesa que faz tratamentos com soro e injeções com misturas de vitaminas, nutrientes, aminoácidos e até medicamentos”.

No site da “Reviv Lisbon”, a autodenominada clínica promete vários serviços: “A gama de tratamentos de bem-estar inclui intravenosas (IVs), como Hydromax, para repor a hidratação, Ultraviv, para ajudar na recuperação da ressaca e de doenças, Megaboost, para proporcionar vitaminas, Vitaglow, para refrescar o aspeto da pele, e Royal Flush, para uma desintoxicação deluxe do organismo”, lê-se no site.

A Reviv diz ainda ter tratamentos com injeções de vitaminas e nutrientes à escolha para vários fins, como perda de peso natural, melhoria da condição física ou combate do jet lag.

Vários famosos já aderiram ao procedimento, como a apresentadora de televisão Carolina Patrocínio.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários