Redução do estômago pode curar doentes com diabetes tipo 2

Cirurgias de redução do estômago curaram, pelo menos durante cinco anos, metade dos doentes com diabetes do tipo 2 que participaram num estudo de investigadores britânicos e italianos, divulgado na revista médica The Lancet.
créditos: Pixabay

Com base em 60 voluntários, os cientistas concluíram que não é possível curar-se da diabetes apenas através de uma dieta restritiva combinada com medicamentos. Somente a cirurgia consegue melhorar os sintomas da doença a longo prazo, tal como a perda de peso.

Os especialistas consideram os resultados do estudo "notáveis" e alertam para a necessidade de mais pessoas terem acesso à cirurgia bariátrica, que reduz o tamanho do estômago e deixa o intestino menos exposto à comida, escreve a BBC.

As equipas do King's College London e da Universitá Cattolica, em Roma, compararam os resultados da cirurgia com o obtido através de terapias tradicionai.

"A cirurgia é capaz de produzir uma remissão prolongada em 50% dos casos, em que pacientes apresentam níveis normais de glicose no sangue por cinco anos. E 80% deles conseguiram manter sob controlo estes níveis usando apenas um medicamento ou mesmo nada", explicou Francesco Rubino, médico da instituição italiana, que conduziu as cirurgias, cita a referida estação de televisão.

Os pacientes submetidos a cirurgia também mostraram menor tendência para desenvolver problemas cardíacos, talvez pela necessidade de menor prescrição de medicação.

"A cirurgia parece ser segura, eficiente em termos de controle glicémico. Temos agora de saber se a cirurgia está ou não associada a uma redução de mortalidade", explicou o cirurgião.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários