Peluche vermelho ajuda a combater doenças raras

Uma parte das vendas de KicoNico Red, o boneco solidário, reverte a favor da Federação de Doenças Raras de Portugal. Mas continuam a faltar apoios…

Com o objetivo de dar a conhecer a realidade das doenças raras e fazer com que os mais novos aceitem as diferenças entre as pessoas, as lojas Imaginarium lançaram o KicoNico Red, uma versão vermelha, em edição limitada, do peluche imperfeito, mas feliz que ajuda as crianças a descobrir as coisas que são realmente importantes. Por cada KikoNico Red vendido, a marca doará cinco euros à Federação de Doenças Raras de Portugal. O original peluche, um presente original para oferecer ainda este Natal, tem o preço unitário de 19,95 €.

Cerca de 6% da população mundial é afetada por uma das cinco a oito mil doenças raras existentes e que, em Portugal, atingem 600 mil pessoas. Muitas delas vivem com dificuldades, uma situação que já mereceu um alerta público. «O fomento e o apoio de todas as instituições de qualquer espécie e a investigação são imprescindíveis. É um dever fundamental», referiu a rainha de Espanha, Letizia Ortiz, no II Congresso Ibero-Americano de Doenças Raras, que se realizou em Portugal em novembro.

artigo do parceiro:

Comentários