Ordem dos Veterinários lança "cheque" para tratar animais de famílias carenciadas

Bastonária defende que saúde do animal é também uma questão de saúde pública
19 de fevereiro de 2014 - 09h35



A Ordem dos Médicos Veterinários vai lançar um “Cheque Veterinário” para ajudar famílias carenciadas de todo o país a tratar os seus animais de estimação, iniciando no final do mês um projeto-piloto em quatro freguesias de Lisboa.



“O cheque veterinário tem uma filosofia semelhante à do cheque dentista. Só que, enquanto o cheque dentista é comparticipado pelo Estado, o cheque veterinário é um cheque de apoio da Ordem e dos Médicos Veterinários e de outras instituições que se juntaram para poderem concretizar este projeto”, revelou a Bastonária dos veterinários, Laurentina Pedroso.



Os acordos para este projeto-piloto vão ser assinados dia 27 de fevereiro e o programa arranca de imediato nas freguesias de Carnide, Benfica, da Misericórdia e de Santo António, envolvendo ainda a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.



“A ideia é limar o processo para estender o projeto a todo o país”, acrescentou.



As juntas de freguesia e a Santa Casa vão selecionar as famílias que necessitam deste apoio, sobretudo idosos e sem abrigo que tenham animais de companhia.



Nesta primeira fase, o programa estima abranger um total de “pelo menos duas mil intervenções”.



O cheque dará direito a tratamentos médico-veterinários e medicação gratuitos em centros de tratamento aderentes, nomeadamente vacinação, desparasitação e esterilização, “tendo como objetivo principal controlar a reprodução, evitar o abandono e o excesso de população animal”.



“Situações em que o animal precise de outros tratamentos e cirurgias serão avaliadas e também podem ser contempladas”, acrescentou a Bastonária, realçando que a saúde do animal é também uma questão de saúde pública.



A Bastonária defendeu a necessidade de “haver uma estratégia para a saúde animal, porque todas as pessoas têm direito a terem um animal saudável, não só aquelas que podem pagar”.

Comentários