Operação Nariz Vermelho alerta para peditório falso a favor da instituição

Alerta do peditório falso foi feito à instituição por senhora que deu donativo
16 de abril de 2014 - 13h32



Um grupo de pessoas está a fazer um peditório ilegal em Almada usando o nome da Operação Nariz Vermelho e prometendo entradas gratuitas no Jardim Zoológico, Tivoli ou Museu do Fado, denunciou hoje a instituição.



Hoje de manhã, a instituição de solidariedade social foi alertada por uma senhora que deu cinco euros a um grupo que estava na Praça São João Batista, em Almada, a fazer-se passar por voluntários da Nariz Vermelho.



“Já contactámos a polícia e queremos sublinhar que não está a decorrer nenhuma campanha de rua nossa em nenhum ponto do país”, contou à Lusa a coordenadora de comunicação da instituição que há mais de uma década leva alegria às crianças hospitalizadas através da visita de palhaços profissionais.



O alerta do peditório falso foi feito à instituição por uma senhora que deu um donativo de cinco euros e estranhou as ofertas.



“Há um grupo de indivíduos que está em Almada a fazer um peditório em nosso nome e dizem que oferecem entradas gratuitas para o Jardim Zoológico, Tivoli e Museu do Fado. Mas não há nenhuma parceria”, sublinhou a representante da associação, acrescentando que o grupo já foi visto a pedir donativos noutras zonas da cidade.



A Operação Nariz Vermelho lançou poucos dias antes das férias da Páscoa uma campanha nas escolas. A associação conta com artistas com formação especializada no meio hospitalar que trabalham em colaboração com os profissionais de saúde, realizando atuações adaptadas a cada criança e a cada situação.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários