Obras do centro de saúde de Abrantes parcialmente suspensas após acidente

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) disse esta quinta-feira que os trabalhos de construção do novo centro de saúde de Abrantes, durante os quais morreram dois trabalhadores na segunda-feira, estão suspensos por tempo indeterminado no local do acidente.

Contactada pela Lusa, fonte do organismo explicou que os trabalhos nesta zona “vão continuar suspensos até a empresa cumprir com um conjunto de medidas determinadas pela ACT" (embora a construção se mantenha noutras partes da obra) e acrescentou que "o inquérito está a decorrer em segredo de justiça".

Ao final da tarde de segunda-feira, a queda de uma placa de betão de revestimento da fachada do edifício do novo centro de saúde de Abrantes, com um peso de cerca de duas toneladas, provocou a morte por esmagamento a dois trabalhadores, de 35 e 49 anos.

O novo equipamento, que está a ser construído na Rua Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, conta com três pisos e está em fase final de construção.

Em declarações à Lusa, o vice-presidente da Câmara Municipal de Abrantes, João Caseiro Gomes, disse que as obras estiveram paradas durante dois dias, na terça-feira e na quarta-feira, "por luto para com os trabalhadores falecidos", e referiu que foram hoje reiniciadas parcialmente.

"As obras foram hoje retomadas, à exceção do revestimento da parte exterior do edifício a betão branco, onde decorreu o acidente", disse João Gomes, destacando que "todos os outros trabalhos de conclusão da empreitada estão a decorrer, ao nível de acabamentos internos, rede elétrica, pavimentos e pintura".

Comentários