"O colesterol LDL não dá sintomas", alertam cardiologistas

Um em cada três portugueses morre de doença cardiovascular
20 de maio de 2014 - 17h01



"O colesterol LDL não dá limites. Por isso, cumpra os limites". É este o mote da campanha da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC) e da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), com o objetivo de alertar e sensibilizar a população para os limites do colesterol LDL.



Segundo as duas instituições, Portugal tem uma taxa muito elevada de risco cardiovascular, uma vez que, um em cada três portugueses morre de doença cardiovascular.



Para Pedro Marques da Silva, médico especialista em Medicina Interna, o principal objetivo desta campanha consiste em "capacitar o doente que parte daquilo que lhe é proposto para atingir os objetivos lipídicos é também da sua responsabilidade. Tem de haver uma partilha entre o médico e o doente, em que o doente compreende a necessidade de cumprir os objetivos lipídicos, reduzindo a ocorrência de eventos cardiovasculares".



Os limites do colesterol LDL variam de acordo com o perfil de cada pessoa, não sendo iguais para todos. Em Portugal cerca de 60% da população tem um colesterol total acima dos 190 mg/dl e 14% da população tem valores acima dos 240 mg/dl.



O colesterol elevado é um dos principais responsáveis por enfartes e acidentes vasculares cerebrais. Para os evitar é preciso controlar os níveis de LDL, a par de um estilo de vida saudável, sem tabaco, controlo da hipertensão arterial e diabetes (caso existam), alerta o médico.



Regular os níveis de colesterol LDL deve ser prioritário nos doentes em risco de vir a sofrer um evento cardiovascular. Por isso é importante que procure conhecer quais os objetivos de colesterol LDL junto dos seus médicos.



Por SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários