Número de cirurgias no hospital de Viana do Castelo aumentou 12% em 2016

O número de cirurgias realizadas no hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, aumentou 12% em 2016 face ao ano transato, tendo sido efetuadas 14.265 operações, revelou hoje à Lusa aquela unidade.

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, a administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) especificou que em 2016 realizaram-se, naquela unidade, "mais 1.518 cirurgias do que igual período de 2015, ano em que foram efetuadas, no total, 12.747 operações".

"Estes resultados traduzem o esforço, o empenho e a dedicação de todos os profissionais da ULSAM, na procura de uma maior acessibilidade dos doentes, quer às consultas dos cuidados de saúde primários e hospitalares quer às cirurgias, contribuindo para um Serviço Nacional de Saúde (SNS) mais eficiente e mais eficaz", sublinhou a administração da ULSAM naquela nota.

Atualmente, e de acordo com dados da ULSAM trabalham no hospital de Santa Luzia 289 médicos e 644 enfermeiros. Serve cerca de 244 mil pessoas dos dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, e algumas populações vizinhas do distrito de Braga.

Além daquela unidade, a ULSAM integra o hospital Conde de Bertiandos, em Ponte de Lima, 13 centros de saúde, uma unidade de saúde pública e duas de convalescença, servindo uma população residente superior a 250 mil pessoas. Em todas aquelas estruturas trabalham mais de 2.500 profissionais, entre eles, 501 médicos e 892 enfermeiros.

Nos dados hoje avançados, a ULSAM realçou ainda que os dois hospitais do Alto Minho "efetuaram, em 2016, 298.632 consultas, mais 11.656 do que em 2015, para além de uma melhoria significativa no cumprimento dos tempos máximos de resposta garantidos, que em 2016 se situa nos 96%".

O número de consultas realizadas nos cuidados de saúde primários também "sofreu um aumento de 12.154, atingindo até novembro último um total de 900.243".

artigo do parceiro: Susana Krauss

Comentários