Níveis de pólenes vão continuar elevados nos próximos dias

Alerta é para os doentes com alergia aos pólenes de gramíneas e erva parietária
11 de julho de 2013 - 11h06



Os níveis de pólenes no ar vão manter-se em “níveis elevados a muito elevados” nos próximos dias em Portugal continental, mas as concentrações deverão baixar nas próximas semanas, segundo a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia (SPAIC).



Para os arquipélagos dos Açores e da Madeira preveem-se níveis baixos a moderados, adianta o Boletim Polínico da SPAIC, que faz a previsão para a semana de 12 a 18 de julho.



O alerta da SPAIC vai particularmente para os doentes com alergia aos pólenes de gramíneas e erva parietária.



Para Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, Douro Litoral e Porto, os pólenes encontram-se em níveis muito elevados, com destaque para os de gramíneas, erva parietária e castanheiro.



As concentrações de pólenes encontram-se em níveis elevados a muito elevados na Beira Litoral, e nas regiões de Coimbra, Beira Interior e Castelo Branco, predominado os pólenes de gramíneas, erva parietária e castanheiro.



Na Estremadura e região de Lisboa, os pólenes também estão em níveis elevados a muito elevados, com destaque para os de gramíneas, erva parietária, eucalipto e castanheiro.



No Alentejo e no Algarve, as concentrações encontram-se em níveis muito elevados, com predomínio dos pólenes de gramíneas, erva parietária e castanheiro.



Já nos Açores, os pólenes encontram-se em níveis baixos, predominando os de gramíneas e ervas tanchagem, parietária e quenopódio, e na Madeira estão em níveis baixos a moderados, destacando-se os pólenes de gramíneas, eucalipto, ervas tanchagem e parietária.



O Boletim Polínico efetua a divulgação semanal sobre os níveis de pólenes existentes no ar atmosférico, obtida através da leitura de vários postos que fazem uma recolha contínua dos pólenes em várias regiões do país.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários