Nestlé recolhe do mercado pratos com carne de cavalo em Espanha e Itália

A proporção de carne de cavalo nos produtos é superior a 1%
19 de fevereiro de 2013 - 11h40



A empresa suíça Nestlé anunciou na segunda-feira a retirada de pratos prontos com carne bovina que contêm vestígios de carne de cavalo em Espanha e Itália.



"Os nossos testes detetaram vestígios de DNA de cavalo em dois produtos de carne bovina fornecidos pela H. J. Schypke, subcontratada alemã da JBS Toledo NV", anunciou a empresa em comunicado.



O JBS Toledo é o escritório comercial de uma empresa brasileira na Bélgica.


A Nestlé decidiu retirar das prateleiras da Espanha e Itália os vários preparados de massa vendidos com os nomes Buitoni Beef Ravioli e Beef Tortellini.



"Vamos substituí-los por produtos que os testes de DNA confirmaram que contêm 100% de carne bovina", completa o comunicado.



A lasanha congelada “Lasagnes à la Bolognaise Gourmandes”, produzida na França, também será retirada das prateleiras, segundo a Nestlé.



A proporção de carne de cavalo nos produtos é superior a 1%, segundo o comunicado.



"A segurança alimentar não está em risco, mas a identificação equivocada de produtos faz com que não cumpram os requisitos mais rígidos que os consumidores esperam de nós", insiste o grupo.



A distribuidora Lidl anunciou na segunda-feira a retirada de pratos com carne de cavalo, em vez de vaca, de lojas na Suécia, Finlândia, Dinamarca e Bélgica.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários