Não tomar o pequeno-almoço aumenta risco de enfarte nos homens

Fazer jejum de manhã aumenta em 27% as hipóteses de ter um ataque cardíaco nos homens
23 de julho de 2013 - 09h02



Os homens que não tomam o pequeno-almoço desenvolvem maior risco de sofrer um ataque cardíaco, revela um estudo divulgado esta segunda-feira nos Estados Unidos.



A investigação, que contou com a participação de 27 mil homens, mostrou que aqueles que não comiam nada durante as primeiras horas da manhã tinham 27% mais hipóteses de ter um ataque cardíaco, ou morrer por doença coronária, do que os que se alimentavam.



Os homens, que tinham entre os 45 e 82 anos, participaram na investigação que monitorizou resultados entre 1992 e 2008.



Segundo o estudo, os homens que não fazem a primeira refeição tendem a ser mais jovens e a ter "mais probabilidades de serem fumadores, trabalham em tempo integral, são solteiros, menos ativos fisicamente e mais consumidores de álcool" do que os restantes.



"Saltar o pequeno-almoço pode levar a um ou mais fatores de risco, como obesidade, pressão arterial alta, colesterol alto e diabetes, que, por sua vez, podem levar - com o tempo - a um ataque cardíaco", diz Leah Cahill, autor do estudo e investigador da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, cita a agência France Presse.



SAPO Saúde com AFP


artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários