Mosca da fruta ajuda a compreender vida das células cancerígenas

Estudo pioneiro pode levar a tratamentos mais eficientes no combate ao cancro

Mosca da fruta pode ajudar a estudar a evolução das células cancerígenas, segundo o estudo recente de uma equipa de investigadores espanhóis do Instituto para a Pesquisa em Biomedicina (IRB Barcelona).

Os investigadores apresentaram o modelo de mosca da fruta para demonstrar a relação entre a instabilidade genómica e o cancro. O objeto de estudo foi uma Drosophila melanogaster (mosca da fruta), para que esta pudesse reproduzir todos os processos que fazem com que uma célula saudável se torne cancerígena.

O estudo, publicado na revista Proceedings of the National academy os Sciences (PNAS), foi pioneiro na construção de um modelo genético capaz de esclarecer os fenómenos que ocorrem desde que as células começam a acumular erros genómicos até originarem um tumor.

Para os investigadores, este modelo surge pela necessidade de identificar cada um dos genes e moléculas envolvidos na formação e progressão das células cancerígenas para que, no futuro, se possam desenvolver novos tratamentos e mais eficientes.

03 de janeiro de 2012

@SAPO



Comentários