Montijo ganha mais 30 camas de cuidados continuados integrados

O contrato eleva para 1.662 o número total de camas

05 de agosto - 16h57

A Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) assina na quarta-feira um contrato que visa instalar mais 30 camas nos Cuidados Continuados Integrados da Santa Casa da Misericórdia de Canha, no Montijo.

Segundo um comunicado divulgado hoje pela entidade regional, o contrato eleva para 1.662 o número total de camas de prestação do nível intermédio de cuidados de saúde da região.

A Unidade de Cuidados Continuados Integrados foi financiada ao abrigo do Programa Modelar num investimento público que ascende a 750.000 euros.

A cerimónia de assinatura do contrato-programa vai decorrer pelas 15:00 na sede da ARSLVT, em Lisboa.

Na assinatura do contrato vão estar presentes o vice-presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco, e a diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Setúbal, Ana Clara Silva.

Atualmente, a região de Lisboa e Vale do Tejo conta com 77 camas nos cuidados paliativos, 157 camas de convalescença, 518 camas para cuidados de média duração e reabilitação e 910 camas para recuperações de longa duração e manutenção, divulgou a ARSLVT.

Em julho foram assinados contratos-programa que visam a abertura de 108 camas de média duração e reabilitação e longa duração e manutenção.

Até ao final do ano, a ARSLVT pretende abrir mais 270 camas na região.

Por Lusa

Comentários