Modelo com síndrome de Down prova que não há barreiras na moda

A estilista Carrie Hammer volta a provar que as incapacidades físicas ou cognitivas não devem ser vistas como uma barreira. Muito menos no mundo da moda. Jamie Brewer, atriz portadora de Trissomia 21, desfilou na semana da moda em Nova Iorque.

Depois de uma jovem em cadeira de rodas, uma mulher com os quatro membros amputados, agora Jamie Brewer, atriz portadora da síndrome de Down, desfilou para Carrie Hammer, estilista radicada em Nova Iorque.

A designer voltou a levar as incapacidades físicas e cognitivas à Semana da Moda de Nova Iorque, quebrando, novamente, barreiras e preconceitos.

Este ano, a escolha da estilista recaiu sobre Jamie Brewer, atriz da série "American Horror Story" e que é portadora de Trissomia 21, um distúrbio genético causado pela presença de um cromossomo 21 extra.

Ao jornal norte-americano Today, Brewer mostrou-se orgulhosa pelo convite e pela oportunidade.

"Jovens raparigas e jovens mulheres vão olhar para mim e dizer: ‘se ela consegue, eu também'", disse Brewer, cita o referido jornal.

"É uma inspiração ser um exemplo para qualquer jovem mulher e saber que posso ajudá-las a ter coragem para serem quem são", acrescentou.

Foi o ano passado que Carrie Hammer levou pela primeira  vez uma pessoa com deficiência à passarela. A psicóloga Danielle Sheypuk, de 35 anos, desfilou em cadeira de rodas.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários