Ministro da Saúde recua e promete anular restrições à liberdade de expressão dos profissionais de saúde

Ministro espera divulgar o novo texto do Código de Ética no início da próxima semana

25 de junho de 2014 - 14h39

O ministro da Saúde comprometeu-se hoje a publicar uma nova versão do Código de Ética, retirando qualquer expressão que possa indicar restrições à liberdade de expressão dos profissionais de saúde.

No parlamento, onde foi ouvido na comissão de saúde, Paulo Macedo declarou que está para breve a divulgação de um novo texto do Código de Ética.

A Ordem dos Médicos tem criticado o Código de Ética que o Ministério da Saúde pretende implementar, considerando que se trata de uma lei da rolha, ao referir que, “salvo quando se encontrem mandatados para o efeito, os colaboradores (…) devem abster-se de emitir declarações públicas, por sua iniciativa ou mediante solicitação de terceiros, nomeadamente quando possam pôr em causa a imagem [do serviço ou organismo], em especial fazendo uso dos meios de comunicação social”.

"Vai-se tirar [do código] qualquer expressão que possa indiciar isso", afirmou Paulo Macedo aos jronalistas, no final da comissão parlamentar de saude, adiantando que espera divulgar o novo texto no início da próxima semana.

Por Lusa

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários