Metade dos hospitais têm taxas de cesariana acima da média

Taxa de cesarianas no SNS foi no ano passado de 30,9%, acima do recomendado pela OMS
15 de maio de 2013 - 14h42
Metade dos hospitais públicos têm taxas de cesarianas acima da média (30,9%), havendo alguns que apresentam mesmo “resultados incompreensíveis”, segundo um relatório oficial do Ministério da Saúde.
Uma avaliação da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) feita às unidades públicas entre janeiro e dezembro de 2012 revelou que há duas instituições em que mais de 40% dos partos são realizados por cesariana: Centro Hospitalar Médio Ave e o de Trás-os-Montes e Alto Douro.
A taxa de cesarianas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) foi no ano passado de 30,9%, valor superior ao considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
O Ministério da Saúde determinou que a meta desejável é de 25% de cesarianas, a atingir em 2016.
De acordo com esta avaliação, apenas duas instituições conseguiram em 2012 valores que cumprem esta meta: Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (24%) e Hospital Garcia de Orta (23,4%).
O relatório, a que a Lusa teve acesso, refere que “apesar de várias instituições apresentarem valores aceitáveis, a grande maioria dos hospitais apresenta valores acima do limiar de qualidades e mesmo alguns apresentam valores incompreensíveis”.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários