Mais de metade dos portugueses quer perder peso depois do verão

Dieta Proteinada é uma das opções para diminuir o excesso de peso
4 de setembro de 2014 - 10h50
Em Portugal, a obesidade atinge um milhão de adultos e 3,5 milhões são pré-obesos. Por isso, fazer dieta e perder peso são objetivos muito comuns, sobretudo depois de um período de excessos como as férias.
Um estudo internacional de 2011, da ACNielsen, revela que este é um objetivo de mais de metade dos portugueses (53%). Segundo o inquérito, levado a cabo em 56 países, mais de três quartos das pessoas que querem perder peso (78%) admitem mudar os seus hábitos alimentares e fazer dieta para atingir este objetivo. 
No entanto, mais difícil do que começar a dieta é mantê-la: a falta de resultados, de estímulo, ou a perceção de que fazer dieta é fazer refeições “aborrecidas” estão na origem de grande parte dos abandonos de regimes alimentares saudáveis. 
Por outro lado, existem poucas alternativas para as pessoas com obesidade ou excesso de peso. Os tratamentos mais comuns são a dieta hipocalórica, que é demorada, e a cirurgia bariátrica, que deve restringir-se a casos de obesidade muito excecionais. 
Para resolver esta questão torna-se fundamental encontrar métodos alternativos, eficazes e seguros que ajudem as pessoas com excesso de peso e obesos a perder peso de forma consistente e a manter a perda de peso alcançada.
Um destes métodos alternativos é a Dieta Proteinada, dieta cetogénica, normoproteica e baixa em gorduras, que se baseia no controlo rigoroso da quantidade e qualidade de proteínas ingeridas pelo paciente. 
Desta forma, consegue-se que o corpo entre em cetose controlada, o que permite alcançar uma perda gradual de peso graças à gordura, preservando a massa muscular. 
Por SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários