Mais de metade dos portugueses já acorda cansado

Só um em cada quatro portugueses confessa sentir-se revigorado após noite de sono
21 de março de 2014 - 15h10



Quase metade dos portugueses (45%) afirma dormir entre 7 e 9 horas por noite, mas em termos qualitativos apenas 27% afirma sentir-se “revigorado” ao acordar e mais de metade (54%) revela “cansaço”. As conclusões são de um estudo da Oficina de Psicologia e da colchaonet.com em cojunto com a WOM.



Se 44% da população afirma ter o sono em dia, dormindo quase sempre 7/8 horas seguidas, 30% “queixa-se” de não se lembrar da última vez que dormiu tantas horas.



Quando questionados sobre as principais causas para as noites mal dormidas, os portugueses elegem o stress, ansiedade ou depressão (45%) e os problemas pessoais e/ou profissionais (28%). Curiosamente, 25% não consegue atribuir uma causa concreta; 16% refere “filhos pequenos” e 7%, o “ressonar do conjugue”.



A grande maioria dos inquiridos precisa de menos de uma hora para adormecer (59% até 30 minutos; 33% até 60 minutos) e mais de metade (um em cada seis) fá-lo na cama, sendo que 33% confessa adormecer no sofá e só depois ir para a cama.



O verdadeiro “drama” acontece durante a noite: 49% “por norma, acorda durante a noite” e, depois, são necessários outros 30 minutos (69%) ou mesmo uma hora ou mais (17%) para voltar a adormecer. Dois por cento dos inquiridos responderam raramente voltarem a adormecer.

Comentários