Mais de 80% de enfermeiros em greve em Lisboa exigem contratação de mais 400

Níveis de adesão mais elevados registaram os hospitais Curry Cabral e Santo António dos Capuchos

26 de agosto de 2014 - 14h04



Mais de 80% dos enfermeiros do Centro Hospitalar Lisboa Central (CHLC) estão hoje em greve para protestar contra a falta de profissionais (veja as imagens), que só nos seis hospitais daquele grupo ultrapassa os 400, revelou o sindicato do setor.



“Esta adesão superior a 80% corresponde às nossas expectativas, foi o que ouvimos dos enfermeiros: um enorme descontentamento, uma enorme vontade de aderir à greve e participar na concentração”, disse Isabel Barbosa, dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP).



Em frente ao Hospital de São José concentrava-se de manhã cerca de meia centena de enfermeiros, empunhando cartazes com escritos como “Menos enfermeiros, menos cuidados” ou “não à destruição do SNS” e gritando palavras de ordem como “Macedo escuta, os enfermeiros estão em luta” e “a saúde é um direito, sem ela nada feito”.



Só naquele hospital, a adesão à greve chegou aos 82%, acima dos 78% do Hospital Dona Estefânia e dos 79% do Hospital de Santa Marta e da Maternidade Alfredo da Costa.



Unidades com afesão de 90% à greve



Níveis de adesão mais elevados registaram os hospitais Curry Cabral e Santo António dos Capuchos, com 86% e 92%, respetivamente.



Segundo Isabel Barbosa, a principal razão da convocação da greve é a carência de enfermeiros e as consequências que daí advêm: encerramento de camas nos serviços, redução do número de enfermeiros para prestar cuidados aos utentes, milhares de horas acumuladas e centenas de feriados por serviço acumulados.



“Os enfermeiros não aguentam mais, precisam de tempo de descanso adequados, quer para a saúde deles próprios quer para a qualidade dos próprios cuidados prestados aos utentes. Portanto esta é uma greve não só para defender os direitos dos enfermeiros, mas para defender os utentes e o SNS [Serviço Nacional de Saúde] ”, desabafou.

Comentários